Ir para o conteúdo

Convento de Nossa Senhora da Conceição (Congregados)


 

O Convento de Nossa Senhora da Conceição dos Congregados do Oratório de São Filipe Nery de Estremoz teve ordem régia de D. Pedro II (r. 1675 – 1706) para ser construído em 1697. Entre 1698 e 1700 começam-se as obras e em 1703 inicia-se a segunda campanha, já com a igreja começada. Em meados deste século são assentados os painéis de azulejo que estão por todo o convento.

A igreja nunca foi acabada até 1961, ano em que se recomeçou a empreitada de construção do restante da fachada, concluída em 1967. Em 1974 fechou-se a abóbada da capela-mor. Depois de alguns anos sem trabalhos, a igreja, propriedade da Paróquia de Santo André e esta inaugurou a igreja completa em 1995, praticamente três séculos depois de ter sido começada.

A fachada da igreja, elemento raro e erudito, trouxe uma novidade à “monotonia” da arquitectura alentejana: o alçado principal “ondulante”. Segundo a estética arquitectónica italiana seiscentista ligada a Francesco Borromini (n. 1599 - m. 1667), este efeito dinâmico aparece como oposição à veia clássica renascentista e maneirista, mais estática e estável.

Dedicados à Vida e Milagres de São Filipe Nery, o conjunto azulejar pertencente à Portaria-Mor é um dos mais interessantes, juntamente com o da Escadaria que mostra o vestuário das várias classes sociais no tempo de D. João V (r. 1707-1750), com motivos de caça e guerra. O conjunto da sala do Antecoro mostra episódios dos Evangelhos e da vida de vários santos. Estes painéis são datáveis de cerca de 1748 e atribuíveis à oficina dos Oliveira Bernardes.

Horário: De Segunda a Sexta, das 9h00 às 17h30