Estremoz vai ter um laboratório de Investigação, conservação e restauro do Boneco de Estremoz

 

Em 2020 o Museu Municipal Professor Joaquim Vermelho de Estremoz, ficará dotado com mais uma valência de âmbito científico, nomeadamente um “Laboratório de Investigação, Conservação e Restauro de Cerâmica e Figurado em Barro de Estremoz”. 

Este laboratório, que representa um investimento total de 50.162,00€, foi alvo de uma candidatura elaborada no âmbito do Alentejo 2020, sendo comparticipada a 75% pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), com e objetivo de potenciar o conhecimento sobre o Figurado de Estremoz, cuja produção é Património da Humanidade desde 2017, e também às restantes cerâmicas, sejam estas populares, de origem arqueológica ou artísticas, centralizando no Laboratório o restauro e a conservação de Figurado de Estremoz, esteja este património na posse de particulares, associações ou instituições museais.

O Centro Hércules da Universidade de Évora será parceiro neste projeto, para assim potenciar e rentabilizar o investimento a realizar.